Leonardo Young Ganhador do Masterchef Brasil 2016

Menino doce e reservado... Já foste um vencedor por se superar, por resistir à tantas energias contrárias e negativas, e por ainda assim ser digno e humilde!

E MERECIDAMENTE É O MASTERCHEF BRASIL 2016... PARABÉNS!!! 

#EQUIPELEO  #MasterChefBR  #TEAMLEO

Adeus ELKE!

Fiquei muito triste ao saber agorinha da morte da Elke Maravilha!
Personagem marcante e presença ímpar da televisão brasileira. Lembro dela no Chacrinha... fazia parte dos meus sábados, o velho guerreiro e Elke, o ranzinza e a explosão de alegria!

Sempre fui fascinada por sua excêntrica e exuberante pessoa, seus figurinos e botas me deixavam boquiaberta! NÁO PENSEM QUE FOI A JOELMA QUE LANÇOU ESSAS BOTAS NÁO... Foi a Elke, e logo depois a Xuxa! Gostava de ver ela falando sobre o orgulho de  viver no Brasil, de seu encanto pela pele preta, do seu amor pelo ser humano! Suas vivencias eram relatos que fascinavam!

Ela era e será para sempre um ícone e referência no universo LGBT, deveria receber o titulo de Drag Queen Honorária até. Quando muito menina perguntou ao seu pai se ela era menino ou menina... Ele respondeu que ela poderia ser AQUILO QUE ELA QUISESSE... E ela foi!!!

Agora virou mais que uma estrela... um mito!

Passando os temporais

Eu havia planejado postar mais seguidamente aqui no Diário...
Mas nem tudo na vida transcorre da maneira que esperamos!
Passamos por alguns problemas, situações que acabam gerando outras prioridades!
Houve um principio de incêndio aqui em casa, coisa que nos deixou bastante abalados e até mesmo desacreditados e sem perspectivas de um futuro... Depois de 15 anos casados, conquistamos enfim nossa casinha, e por muito pouco não tivemos nosso sonho consumido por inteiro pelas chamas!

Foi muito mais um susto (e aprendizado) do que perdas... Muito mais fumaça do que fogo. Muito mais à agradecer a Deus pelo livramento do que motivos para nos queixar e lamentar!
Mas foi muito doído, um momento que jamais imaginei passar. Perdemos alguns móveis, roupas, coisas e utensílios da cozinha, etc. A estrutura da casa, em sí não foi abalada.

Mas por conta do acontecido não retome as postagens, não queria ficar postando coisas ruins. agora volto com coisas boas: AS NUVENS ESCURAS ESTÃO SE AFASTANDO, DIAS MELHORES À VISTA!

Resumo desse tempinho OFF: Ainda estou apaixonada por ela, deixando rolar e curtindo cada momento! A paixão quando misturada com a ansiedade (causada pelo incêndio), me fazem comer feito doida... meu regime foi pro beleléu! Devo ter engordado uns quatro kg já. Estou por entrar para a academia, quero ser uma menina moldada a ferro! heheheh Conquistei uma super amiga, lésbica, que muito me ajuda quando conversamos sobre uma menina gostar de outra, sobre o fato de eu ser uma Transexual bissexual, una transexual lesbiana! Não me entendo ainda muito não... ainda não sei como definir essa situação e esse sentimento, só vivo!



O Politicamente Correto

Sempre tive pânico de muita criança junta... Festinha infantil, saida de escola, parque de diversões, enfim... Tudo por conta de tudo o que eu passei na escola devido às questões de identidade de gênero!
Criança é cruel! Diz o que pensa, o que aprendeu ou o que vê... Sem filtro!

Uma criança te joga na cara coisas do tipo: "teu cabelo tá horrível, parece uma bruxa"! "Como tu tá gorda"! "Esse cabelinho... Parece uma bichinha"! "Que chulé que tu tá "! "Minha mãe não gosta de ti"! "Tu parece uma mulher, mas meu pai me disse que tu é homem "! Entre outras...

Nós adultos não costumamos usar a sinceridade assim, como uma arma carregada com tamanho poder de destruição... Tomamos mais cuidado para evitar de causar constrangimentos, desconforto ou atritos em nossas relações do cotidiano. A tal da etiqueta, ou o Politicamente Correto!
Quando uma amiga pergunta como ficou a coloração ou o novo corte, mesmo que o resultado tenha sido dessastroso, suavizamos a questão. As vezes até dizemos que ficou legal, para não estragar a carinha de felicidade e realização da amiguis!
"Tô gorda, amiga"? "Não, amada... Tu tá é gostosa" "tá fofinha"!

Sabemos a importância de uma boa convivência, mas acima de tudo sabemos (ou deveriamos saber) que as palavras podem sim gerar feridas, cicatrizes na alma! Algumas dessas feridas, aliás, jamais cicatrizam! Dependendo da estrutura emocional da pessoa que foi alvo dessas palavras!

Michael Jacksom quando menino além de ser agredido fisicamente por seu pai, sofria tortura emocional. O sr. Jacksom o chamava de feio... Dizia que seu nariz era estranho! Isso se repetia sempre! O resultado todos (as) conhecemos; inúmeras cirurgias plásticas, a maioria no nariz.
Sei que dizer que a gorda está "fofinha" não irá emagrece-la... Que ao invés de dizer O travesti usar o termo A travesti não a tornará mulher!

Mas amenizar o sofrimento de alguém, tornar a vida e convivência entre as diferenças mais fácil, ter COMPAIXÃO e ser solidário ao outro não me torna menos sincero (a), mas sim mais humano (a)!!!

PS. Nunca gostei desse termo, titulo da postagem! heheheh