Testagem anti HIV e demais DSTs

Durante muitos anos de minha vida sexual não me cuidava, mantinha as relações sem preservativo.
Na maioria das vezes de propósito, para ver se contraia algo, uma doença incurável e que matasse rapidamente. Não via graça nem sentido na vida mesmo! Algumas vezes transava com três homens na mesma noite, todos sem camisinha. As vezes tinha até mais parceiros num mesmo dia.

Quando fiquei sabendo que a cirurgia de "mudança de sexo" havia sido liberada e estaria disponível pelo SUS, nos hospitais universitários, tive muito receio de ter realmente me infectado com algo e isso fosse impedimento para a realização da cirurgia. Não tive coragem para esclarecer essa dúvida com as médicas durante as primeiras consultas. Queria perguntar se alguém sendo soropositivo, por exemplo, poderia se submeter à uma cirurgia dessa complexidade.

Tive que aguardar até depois de fazer todos os exames e testagens (e foram muitos) para depois de mais de um mês saber finalmente os resultados.... Chorei muito, em agradecimento a Deus por ter me cuidado mesmo quando eu me descuidava, relaxava com minha saúde.
Não apareceu nenhum problema, em nenhum de tantos exames! Nada! O único que me preocupava realmente era o anti HIV. A doutora quis saber o porque de minha preocupação e contei à ela.

"Bom, se antes tu não te cuidavas porque não via sentido na vida, agora terás um bom motivo para começares a se cuidar, a usar camisinha sempre "! Essas foram as palavras, essa foi a orientação e isso foi o que fiz dalí em diante.
Mesmo durante o período em que me prostituia, o sexo sempre seguro! Não fazia nem o sexo oral sem camisinha, as vezes perdia o cliente ou programa por conta disso. Mas não abria mão. Pouquíssimas vezes fiz sem, geralmente "dava o truque", passando os lábios no pinto do pagante... E nas únicas vezes em que fiz, foi sempre em programa completo. Porque daí inventava que havia sentido algum cheiro desagradável, ou que apenas iniciava o oral sem preservativo, e já ia colocando a camisinha e partia para o segundo ato. Esse era o truque!
Só não usava e não uso preservativos com meu marido. Não vejo necessidade.

Mas depois que comecei a ter relações sexuais com mulheres, entrei em um dilema. Mais um.
Como fazer sexo (lésbico) seguro? Jamais iria usar plastico filme para fazer sexo oral em uma mulher! Assim como jamais aceitaria de alguém tal postura. Chupar um pinto encapado, tudo bem.
Até porque nunca gostei muito de sentir o gosto deles. Prefiro sempre com camisinha. Nem tanto pela proteção, mas por questões pessoais mesmo. Algumas pessoas identificam como frescura...

O fato é, o que adianta fazer o oral com camisinha e quando se trata de uma mulher, não usar de nenhum método de proteção? Daí quando estamos em algum encontro de swing, tenho feito o oral no homem também sem proteção, e isso me preocupava! Além do sexo com as meninas, obviamente.
Então, aproveitando um projeto da Fio Cruz (a Pesquisa Divas) que visa fazer um panorama nacional de mulheres com identidades trans, fiz as principais testagens. Graças à Deus novamente tudo ok!
Daí eu vejo o quanto vale a pena a gente se cuidar. O valor da saúde nenhum cliente paga!

Do tempo em que entrei e sai da prostituição, quantas meninas já foram infectadas? Quantas já faleceram por não fazerem o uso correto do tratamento antirretroviral? Quantas ainda não fizeram nenhuma testagem para, se necessário, iniciar um tratamento? A prevenção vem em primeiro lugar, mas se cuidar caso tenha adquirido qualquer que seja entre as tantas DSTs, é fundamental. Hoje praticamente nenhuma doença é sentença de morte! Basta seguir à risca as orientações médicas, aderir ao tratamento indicado e procurar ter ema boa qualidade de vida!

Desde o resultado desses exames tenho repensado minhas práticas. No momento tenho parceiros fixos. Mas nem isso me isenta de futuros riscos.
A saúde vale muito, a vida vale mais. E uma vida com qualidade então... Revendo conceitos!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentario... Mas seja coerente com o texto e respeitoso (a) ao formular seus comentários... Este espaço é seu, então torne-o um agradável espaço de comunicação!